"VOCÊ NÃO QUER VER, NÃO QUER ESCUTAR E MUITO MENOS FALAR"
Pesquise no blog:
Insira uma palavra-chave:
«Se VOTAR mudasse alguma coisa, o VOTO já teria sido banido.»
Emma Goldman

terça-feira, 11 de novembro de 2008

A função do anarquista é lutar pela anrquia, e trazer adeptos faz parte da luta.

Se você conhecer alguém que se diz anarquista, e mau conhece da filosofia política, isso não é motivo para a isolar, para lhe considerar abaixo de você.



Ora, se uma pessoa se diz anarquista, há um motivo, e com certeza esse motivo é o primeiro, e o principal, mais audácio, mais revolucionário, o que Bakunin considera como "instinto natural do ser humano": a revolta.


Então, não seja um balde de água fria sobre o fósforo que se ascende, você, que já tem mais experiência, que conhece mais, que já é uma chama ascesa de resistência, sirva como orientador, utilize de sua chama para ajudar a encendiar com mais força, mais conhecimento, mais audácia, a pequena combustão do iniciante.



Há de desprezar aquele com cabeça fechada, idéia fixa, de que o governo e o Estado são necessários, mas, em conjunto com o desprezo, utilize de argumentos e fatos e faça-o cair em contradição. Estes sim há de desprezar e metaforicamente jogá-los no chão com argumentos. Já os iniciantes não, estes merecem RESPEITO, pois tiveram o mérito de saír da manipulação e da falácia idéia da "necessidade de autoridade".


A função do anarquista é lutar pela anrquia, e trazer adeptos faz parte da luta.

2 comentários:

mescalero disse...

concordo com a análise. já dei de caras com "ilustres" e "sábios" anarquistas que desejavam despejar toda a sua sabedoria em poucos minutos de conversa sobre os pobres companheiros que tinham de os aturar.

acaba por ser uma forma de imposição autoritária.

saudações libertárias

Anônimo disse...

Concordo também.

Oras, se for tratar mau, deixar de lado, vamos perder força.